A PRESSÃO DE SER BELO

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

 

 

BELEZA: O QUE É? O QUE SIGNIFICA? QUAL É O PADRÃO? COMO POSSO DEFINER BELEZA?

 

Sempre me faço essas perguntas quando observo alguém comentar sobre os atrativos de outra pessoa.  Outro dia estava assistindo um filme com minha filha Isa e algumas questões me chamaram a atenção e, então, comecei a refletir sobre o assunto… ironicamente o nome do filme era “A Fera”.

No mundo atual, a busca pela beleza e juventude está presente em todo lugar. Podemos ver o apelo nos programas e propagandas de televisão, no cinema, teatro, passarelas de moda… e em tantos outros lugares. São homens e mulheres que parecem verdadeiros deuses gregos saídos diretamente do Olimpo para a realidade – com seus corpos perfeitos – totalmente construídos para um propósito – VENDER.

Sim, na atual modernidade a beleza movimenta bilhões e bilhões em cosméticos (para rugas, celulite e estrias), cirurgias plásticas, dietas mirabolantes e tudo que pode deixar as pessoas mais belas e jovens . Me parece que uma guerra está sendo travada contra o envelhecimento e a feiura. Quem não se enquadrar sofrerá as consequências. E toda essa tragédia – quase grega – recai mais fortemente sobre a mulher (que se vê envolvida em uma celeuma infernal para ser e estar cada vez mais perfeita, linda e jovem).

Mas quando olho para as páginas quase esquecidas da história da humanidade percebo que houve tantas mudanças ao longo de épocas tão peculiares que me cinto uma refém dessa guerra fria. Entendem o que digo?

Olhem para a Grécia antiga, por exemplo, onde o corpo era cultuado em sua forma perfeita, já na Roma antiga, o corpo – não necessariamente perfeito esteticamente –  forte de um guerreiro era o mais belo. No começo do século 20 a mulher perfeita não era a mais magra, mas a mais cheinha. Então, o que é ser belo?

Numa visão um pouco mais profunda, pude perceber que a simetria do rosto, ombros fortes para os homens e corpo violão para as mulheres tem sido um forte sinal de características universais de beleza. Mas pessoalmente tenho um olhar diferente do que seja uma pessoa bela. Qualidades como educação, elegância, bom gosto, charme fazem alguém bonito, atraente e contagiante para mim.

Uma frase de Ramón de Compoamor y Campoosorio define bem o que é ser belo: “A beleza está nos olhos de quem a vê”. Assim, imagino que sempre terá alguém que ache o outro atraente e belo, independentemente de qualquer parâmetro ilusório e passageiro de beleza.

Para que ser igual ao resto do mundo se você pode ser diferente (o diferente pode ser muito bom) e ainda ser você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *