O que é persuasão: como usar o seu poder de convencimento sobre qualquer pessoa

Tempo de leitura: 5 minutos

O que significa persuasão?

Costumo dizer que persuasão nada mais é do que uma arte que pode ser aprendida e, para alguns, um dom natural que já nasce com a pessoa.

Persuasão vem vem do latim “Persuadere”que significa aconselhar ou levar a uma opinião.

O conceito básico de persuasão está intimamente ligado a certeza ou convicção de algo ou alguma coisa.

Não é manipulação e nem uma forma de levar outras pessoas a fazerem o que você deseja. Também não é um meio de levar vantagem sobre alguém.

Persuasão é caconselhar pessoas de algo que seja bom para ambas as partes.

Sem que perceba você já faz uso dela o tempo todo. Quando tenta demonstrar a um amigo como seria genial iniciarem uma parceria em um projeto do qual os dois lucrariam, quando tenta provar a seus pais de que será muito melhor se comprarem um carro para você ou quando tenta persuadir seu chefe a adotar um plano de gerenciamento que trará muitos benefícios para o rendimento do trabalho no escritório.

Para os cientistas, persuasão não se trata apenas de ter carisma, mas é também uma ciência que bem utilizada trará benefícios a você e a outras pessoas.

 

Como devemos utilizar da persuasão?

Mesmo sabendo o que falar para persuadir alguém, mesmo que você entenda de linguagem corporal ou que até saiba o que a pessoa quer, é muito importante saber o momento certo de agir ou falar qualquer coisa.

É preciso saber fazer as perguntas certas e descobrir as informações necessárias para saber argumentar e influenciar da maneira correta.

Quando você faz perguntas inteligentes, a mente da pessoa fica focada no assunto e, assim, se torna mais fácil conduzir a conversa.

Por isso, é essencial ouvir atenciosamente e falar menos. O ser humano tem o péssimo habito de não prestar atenção no que os outros falam.

Persuasão é saber se expressar de forma clara e convincente conforme o perfil do seu interlocutor.

Tenha em mente que você precisa se adaptar ao estilo de comunicação que o interlocutor prefere, tornando mais fácil a aceitação de suas idéias.

 

Quem devemos convencer?

A primeira pessoas que deve ser convencida será você mesmo. Afinal, como fazer alguém acreditar em uma idéia, fato ou projeto que você mesmo não acredita?

Seja um entusiasta da sua própria idéia genial, acredite em você em primeiro lugar.

Tenha argumentos que sejam irresistíveis ao seu ouvinte.

Um exemplo de argumentação irresistível são os comerciais de TV da Polishop que nos apresenta um produto, uma marca e como esse produto é a solução dos nossos problemas. Nos mostram pessoas que adquiriram o produto e como isso as deixou até felizes e realizadas. Ainda no final deixam uma proposta irresistível para aqueles que comprarem o produto agora ainda ganha um brinde maravilhoso. Esse é um exemplo típico de persuasão.

 

 

Conheça bem a pessoas que deseja persuadir

Para se tornar um bom argumentador você precisa conhecer bem a pessoas com quem deseja estabelecer um diálogo e falar a língua dela , ou seja, coloque-se no lugar da pessoa e imagine como e do quê ela gostaria de ser convencida.

Seja simpático e procure entender suas necessidades e qual problema você pode resolver pra ela.

Lembre-se que o importante não é o que se fala, mas como se fala.

Seja simpático e fale na língua do seu ouvinte.

Analisando o Comportamento da pessoa que deseja convencer

Embora cada ser humano seja único, podemos observar certos padrões de comportamento que são semelhantes em determinadas situações.

Com base nisso você pode utilizar dessa leitura para convencer mais facilmente qualquer pessoa.

1- Todos gostam de ouvir seu próprio nome

Chamar a pessoa pelo nome significa que você não está apenas interessado no que ela pode te oferecer, mas sim na própria pessoa em questão.

2- Todos podemos ser um tanto quanto preguiçosos

Vivemos tempos em que a praticidade, facilidade e rapidez são palavras chaves para se ganhar qualquer pessoa.

Se podemos conseguir o mesmo resultado de forma mais simples, por quê complicar?

Facilite a vida do seu interlocutor o máximo possível e demonstre isso para ele.

3- Lembramos mais de tarefas não finalizados do que as que já finalizamos

Temos a tendência de guardar mais facilmente as tarefas que não terminamos do que as finalizadas.

Por isso, as pessoas tendem a demonstrar mais interesse nas coisas que já iniciaram.

4- A antecipação é a chave do sucesso

É comprovado que ter um objetivo a ser alcançado torna a pessoa mais focada e feliz em alcançar o que deseja.

O simples ato de desejar algo pode nos deixar ainda mais felizes do que a posse do mesmo.

5- Temos a tendência de gostar mais daqueles com quem parecemos

Quando se passa muito tempo com uma pessoa você acaba agindo de forma parecida.

Quando isso acontece nos tornamos mais empáticos aos olhos dela.

O que fazer para convencer qualquer pessoa

Existem alguns gatilhos mentais para colocar seu ponto de vista de uma forma que seu interlocutor perceberá como sua idéia ou proposta pode ser interessante.

  • Não diga um NÃO diretamente, pessoas não gostam de ouvir essa palavra. Procure uma forma mais amena de dizer-la que não seja diretamente.
  • Crie uma escassez, pessoas tendem a ter certo fascínio pelo que é único ou raro.
  • Crie uma necessidade, costumamos ter listas das necessidades prioritárias como trabalho, lazer, família, amor e auto realização.
  • Busque uma conexão direta com seu interlocutor de forma que ele ou ela perceba como são parecidos.

Ordenando as informações para um resultado eficaz

Estabelecer uma boa conexão, ganhar confiança e só então dar início a um relacionamento.

Todo e qualquer relacionamento, seja no trabalho, nas vendas ou mesmo no pessoal, precisa ser tratado com seriedade e respeito.

Estabelecendo essa ordem de informações será mais fácil o processo de influencia sobre o seu interlocutor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *